segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

O Desarrolhar aconselha...


Tinha uma crónica em mente e ainda "em construção" mas entretanto saiu para as bancas, mais cedo do que eu esperava, um texto do Pingus Vinicius com a mesma abordagem.

"Raios me partam", pensei eu.

Apaguei tudo o que tinha em rascunho.

Se editar a minha crónica irei ser repetitivo...vão pensar que é copy past do texto "O Pingus aconselha..." e tal como as listas e selecções sugeridas por alguns wine lovers como sendo os melhores do ano ou sugestões para a ultima ceia.

Por isso NÃO vou sugerir NENHUM vinho. Afinal de contas não sou ninguém para aconselhar, não sou enólogo, Chef, nem crítico, sommelier, catedrático, guru,etc. Se o fosse faria com todo o gosto, estes sim, têm as devidas competências para tal.
Mas acontece que sou apenas o chamado "wine lover", só sei a parte subjectiva "do cheira/sabe a isto e cheira/sabe àquilo".

Não vou ser repetitivo.

Bem dizia Umberto Eco que a "informação banaliza os acontecimentos. Dou um exemplo: a primeira vez que se viram na televisão imagens de uma criança negra cheia de fome e com moscas a rodeá-la foi um momento marcante, só que agora já ninguém lhes liga devido à vulgarização. Alguém no outro dia proibia a divulgação de imagens dessas crianças negras com moscas à volta porque a sua repetição era perigosa. As pessoas habituam-se".

Nestes próximos dias irei publicar uma breve sugestão de alguém competente nesta área. Até lá o Desarrolhar aconselha: sigam a vossa intuição, comprem, bebam e que vos saiba bem.

Ricardo Soares

Sem comentários:

Enviar um comentário